Mil Jovens participam da campanha de limpeza da Praia da Mabunda

A campanha sob-lema, meu resíduo, minha responsabilidade, foi realizado no ultimo sábado (30/11) na praia da Mabunda numa iniciativa da União Europeia em parceria com a associação não Governamental Nação Verde.

Estima-se que quase todos os anos, milhões de toneladas de lixo acabam no oceano deixando os peixes e outros animais marinhos em perigo, razão pelo qual. A União Europeia, Associação Nação Verde e a Administração do Distrito da Samba, realizaram uma campanha de limpeza e sensibilização aos moradores e vendedores da praia da Mabunda, em Luanda.

Na ocasião o embaixador da União Europeia em Angola Tomás Uruchi, fez saber que a iniciativa visa sensibilizar as pessoas a proteger o meio ambiente “pretendemos que esta iniciativa venha a ser feita em todos os meses para ajudar os animais marinhos e os moradores próximos à praia”.

Quase 1000 pessoas participarão da iniciativa e da parceria pontual para o desenvolvimento da acção que teve como objectivo ajudar o cidadão a ter um comportamento adequado sobre a preservação da orla marítima e dar um contributo directo na vida e saúde do cidadão.  

A ONG Nação verde é uma organização sem fins lucrativo, fundado por Nuno Cruz actual presidente da associação, aquele responsável fez saber que a iniciativa realizada em 80 países, visa preservar a orla marítima angolana.

Nuno acredita que os resíduos que depositados no mar, põe em perigo os animais marinhos, lembrando que “todo resíduo que vai parar no mar é da responsabilidade dos cidadãos” O fundador e Presidente da associação nação verde afirmou também que “não se pode ignora o facto de que estes resíduos constituírem perigo para biodiversidade marinha”.

Já a Ministra do Ambiente Paula Francisco coelho, garantiu que para se valorizar o plástico e melhorar a imagem da praia da Mabunda “o cidadão deve ter uma boa conduta”, precisando saber o local certo para depositar o lixo, a titular da pasta do ambiente, visitou a praia da Mabunda e a praça com o mesmo nome, na companhia do Administrador do distrito da Samba Hélder Manuel, e da sua comitiva. 

Entretanto o governador provincial de Luanda Sérgio Luther Rescova, pediu maior engajamento da comunidade na preservação do meio, mais lembrou que “mais do que limpar melhor é sensibilizar a comunidade na preservação do meio e da orla marítima”.

O Apostolado Nas Redes Sociais

Twitter O ApostoladoFacebook Jornal O Apostolado

Apostolado Divisoria


Apostolado Divisoria


Apostolado Divisoria


Apostolado Divisoria