Africa dá provas de diálogo inter-religioso, depois da visita de Francisco

visitO novo Cardeal da República Centro-Africana (CAR), Dieudonné Nzapalainga, visitou a Mesquita de Roma, dia 22 de Novembro de 2016, um gesto destinado a promover o diálogo inter-religioso entre cristãos e muçulmanos.

“Nossa força é a palavra e não as armas, queremos usá-la para fortalecer as consciências e criar um clima de confiança”, disse o cardeal.

O Arcebispo de Bangui foi recebido na Mesquita, pelo vice-presidente da Federação Islâmica Italiana, Sekekh Taib, e Abdellah Redouane, diretor do Centro Cultural Islâmico da Itália. Acompanhando o Cardeal estavam o Imam Kobine Layama eo Pastor Evangélico, Philippe Sing-Na, ambos da República Centro-Africana. Estes últimos estavam em Roma para escoltar o Cardeal Nzapalainga para o consistório onde o Papa Francisco o criou Cardeal.

No ano passado, em novembro de 2015, o Cardeal Nzapalainga deu as boas-vindas ao Papa Francisco, a Bangui pela Visita Apostólica do Santo Padre e à abertura da primeira Porta Santa da Misericórdia. Na ocasião Papa Francisco rezou numa mesquita ao lado de um Iman, escadalizando a multidão, o argentino no leme de Pedro, tirou os sapatos para fazer uso do lugar.

A visita à Mesquita de Roma, pelo Cardeal da CAR, é um sinal do compromisso dos três líderes religiosos em prol da paz e do diálogo inter-religioso. Como resultado de seus esforços, o trio recebeu vários prêmios que os elogiam pelo seu compromisso com a reconciliação, o diálogo e a paz na RCA. No início da semana, o Cardeal Nzapalainga esboçou que, como líderes religiosos na RCA, sua motivação para trabalhar juntos estava enraizada em sua fé e crença no poder do diálogo sobre armas.

O Apostolado Nas Redes Sociais

Twitter O ApostoladoFacebook Jornal O Apostolado

Apostolado Divisoria


Apostolado Divisoria


Apostolado Divisoria


Apostolado Divisoria