Ataque em Tripoli mata três crianças

Três crianças morreram e oito adultos ficaram feridos, na segunda-feira, num bombardeamento a uma casa em Tripoli, anunciou ontem o Ministério da Saúde do Governo oficial líbio, citado pela Pana.

O Governo de Entendimento Nacional, reconhecido pela comunidade internacional, acusou as forças do auto-proclamado Exército Nacional líbio, lideradas pelo marechal Khalifa Haftar, de serem os responsáveis pelo bombardeamento. O Conselho Presidencial do Governo Nacional condenou também, veementemente, estes ataques aéreos que visaram o bairro “Farjan”, muito popular, no centro de Tripoli.
Este acto, cometido supostamente pelas forças do marechal Haftar, juntou-se a uma série de ataques recorrentes a aeroportos e propriedades públicas e privadas, que matam e aterrorizam civis e violam o direito e as convenções internacionais.
O Conselho Presidencial apelou à comunidade internacional para que “tome uma posição clara sobre esta agressão.” O apelo é extensivo também à Missão das Nações Unidas de apoio na Líbia para que assuma as suas responsabilidades.
As forças do marechal Haftar desenvolvem uma ofensiva militar para assumir o controlo da cidade capital Tripoli, sede do Governo de Entendimento Nacional, liderado por Fayez Sarraj e reconhecido pela comunidade internacional.
Os combates já causaram a morte de mais de mil pessoas, desde a eclosão, no início do Abril e ferimentos a cerca de seis mil, bem como o deslocamento forçado de 20 mil cidadãos, segundo dados das Nações Unidas.

Fonte: JA

O Apostolado Nas Redes Sociais

Twitter O ApostoladoFacebook Jornal O Apostolado

Apostolado Divisoria


Apostolado Divisoria


Apostolado Divisoria


Apostolado Divisoria