Bispo apela ao fim da imoralidade

O bispo da Diocese do Dundo, Lunda-Norte, Dom Estanislau Marques Chindecasse, apelou, domingo, no Cuando Cubango, os cristãos a porem termo, ao longo deste ano, a imoralidade diversa que se evidencia na sociedade angolana.

O assistente eclesiástico da Promaica a nível nacional lançou este desafio na missa campal que marcou o encerramento da 14ª Assembleia Nacional da Promoção da Mulher Angolana na Igreja Católica, decorrida de 10 a 14 do corrente mês, no Seminário Menor “São João Paulo II”, em Menongue.

Para o êxito do desafio, o bispo disse que os cristãos devem procurar e caminhar com Jesus Cristo, filho de Deus, nas suas vidas, ao longo deste ano, para pôr fim as diversas imoralidades que se evidenciam na sociedade angolana, com realce para a sexualidade.

Fez saber que a questão da Promaica-jovem esteve no centro das atenções da assembleia, em que se constatou, no contexto sócio religioso de Angola, que muitas vezes são deturpados os verdadeiros valores humanos na jovem mulher angolana.

Para o bispo, a Promaica tem de identificar a voz de Deus nos meios das vozes que diariamente são escutadas, que sugerem a multiplicidade de caminhos e propostas, avançando que o objectivo ou vocação desta instituição religiosa é formar-se para formar os outros, promover-se para promover os outros.

O Apostolado Nas Redes Sociais

Twitter O ApostoladoFacebook Jornal O Apostolado

Apostolado Divisoria


Apostolado Divisoria


Apostolado Divisoria


Apostolado Divisoria