Clamor em tempo de Chuva já ouve a partir do Cazenga

Esta terça-feira foi um dia difícil para os automobilistas e, sobretudo, para quem depende de transporte público ou de táxi, o caos provocado pela chuva que embateu em alguns pontos de Luanda era visível, se por lado as paragens estavam apinhadas de gente que pretendia chegar aos seus locais de trabalho, o outro, o dia não começou bem para os moradores das periferias de Luanda, os moradores dos bairros Calwenda, Sonef e Ngangula mostraram-se insatisfeitos com a chuva, pois tiveram sérios problemas para arranjarem seus bairros, porque o troço que liga a Rua dos Abusantes aos seus bairros estava intransitável e só era possível circular com carros de grandes cilindradas, ao passo que os pequenos foram impedidos pela lama e os buracos.

A situação naquele perímetro já se arrasta a algum tempo, clamando por uma intervenção urgente, Senhora Teodora Paulo lamentou o facto da Administração não se preocupar antes da época chuvosa em endireitar aquela via, “é lamentável quando passamos por tristes realidades quando temos um Administrador que já deveria fazer alguma coisa antes da Chuva, a Administração sabe que este troço em tempo de Chuva é muito complicado”. Disse.

Boa parte das estradas, muitas das quais sem esgotos, estavam submersas e, por conta disso, as casas são invadidas pelas águas, “por não ter esgoto aqui, nós sofremos, porque quando a água não encontra o caminho certo, as casas servem de tanque”. Sublinhou

Os gritos de socorro nesta época é habitual, de pessoas que vivem em áreas de auto risco e de difícil acesso, não se fizeram esperar, pelo que pedem uma intervenção urgente da Administração Municipal do Cazenga.

Por: Tiago Figueira

O Apostolado Nas Redes Sociais

Twitter O ApostoladoFacebook Jornal O Apostolado

Apostolado Divisoria


Apostolado Divisoria


Apostolado Divisoria


Apostolado Divisoria