Criminalistas contam com dois livros sobre crimes em Luanda

Foram lançados, na última segunda-feira (28/10), em Luanda, dois livros sobre criminalística em Angola, pelo cientista José D´Alcântara Berdinadeli da Costa. Tratam-se de ‘Crimes Chocantes em Luanda’ e ‘Manual da Prática Policial’, cuja apresentação pública, na Faculdade de Ciências Sociais da UAN, contou com a presença do Director Adjunto do Instituto Superior de Ciências Criminais e Policiais.

Alcântara da Costa disse que os dois livros resultam da sua obrigação académica de produzir obras científicas, para partilhar os conhecimentos que vem acumulando ao longo do tempo e da sua caminhada académica.

O Criminalista lamentou, por outro lado, o facto de “não haver,  no país, políticas de apoio à ciência e à produção de livros, que são importantes para a sociedade”. Por esta razão, o autor disse que teve de fazer “das tripas coração” para conseguir custear a produção das obras. “Nem mesmo os bancos estão dispostos a conceder empréstimos para a publicação de livros”, referiu.

Alcântara da Costa disse que para a elaboração de ‘Crimes Chocantes em Luanda’ recorreu à pesquisa de campo, tendo-se deslocado às residências das vítimas, às cadeias, e aos tribunais onde decorreram os seus julgamentos, para compreender todo o processo de cada um dos crimes analisados, tornando o trabalho 100% prático.

Com 336 páginas, o livro faz relatos dos casos de mortes reais ocorridos na capital, com subsídios básicos de exames, perícias forenses e investigação criminal, associada à desconstrução de alguns artigos do Código Penal e Processual Penal angolano, da Constituição da República de Angola, dos Estatutos da Polícia Nacional e de outras leis avulsas. 

Para aquele cientista, o recurso aos instrumentos jurídicos dá um valor pedagógico às obras, para os que estudam ou laboram nas áreas do Direito Penal, da Criminalística e das Ciências forenses, como a Psicologia, a Psiquiatria, a Criminologia e a Sociologia.

Durante a apresentação, Alcântara da Costa explicou também alguns dos crimes ocorridos recentemente em Luanda, como a morte de Jorge Valério, o caso de Bárbara de Sá, o caso Mingão e o caso dos cidadãos Chineses. Todos estão relatados no livro.

O Director adjunto do Instituto de Ciências Criminais e Policiais, Superintendente-chefe André Yung Inaculo, que fez a apresentação dos livros, disse que a publicação das obras representa um ganho para a sua instituição.

“Infelizmente em Angola escreve-se muito pouco sobre Segurança Pública, sobre os aspectos que, negativa ou positivamente interferem no nosso quotidiano em termos de Segurança Pública. E a publicação desses dois livros do Dr. Alcântara Costa acaba por se constituir uma novidade e uma abertura de novas perspectivas para que se possa publicar mais livros sobre crimes”, referiu o superintendente-chefe André Yung Inaculo.

Alcântara da Costa é investigador em Direito Processual Penal e ostenta o grau académico de Doutor, na especialidade de Criminalística e Ciências Forenses. É igualmente docente na Faculdade de Ciências Sociais da Universidade Agostinho Neto e do Instituto Superior de Ciências Criminais e Policiais, entre outras, onde lecciona disciplinas sobre criminalística

Por Manuel Camalata

O Apostolado Nas Redes Sociais

Twitter O ApostoladoFacebook Jornal O Apostolado

Apostolado Divisoria


Apostolado Divisoria


Apostolado Divisoria


Apostolado Divisoria