Lançado livro “Gigantes do Zouk”

O Jornalista Angolano Luís Paulo lançou no ultimo sábado, uma obra literária intitulado “Gigantes do Zouk”, em homenagem aos 40 anos de Zouk em Angola (1979/2019).

“Gigantes do Zouk”, uma obra inédita do género escrito até a presente data, com informação e análise dos factos ocorridos neste estilo musical nas últimas 4 décadas, antecedentes e variantes da música de matriz africana. O livro, editado pela Casa do Zouk, com 300 páginas, está dividido em 10 capítulos.

O autor faz uma narração da história do Zouk e da música afro-caribenha, destacando o perfil de Pierre Edourd Décimus, um dos mentores da banda Kassav, e uma incursão aos grandes da música africana nas décadas de 80 e 90, entre outros.

Apresenta Jacob Desvarieux e Jocelyne Béroard como o rei e a rainha do Zouk e as duas escolas de canto a Escola de Guardaluoe e a Martinica cuja liderança remete para Patrick Saint-Éloi e Jean-Plilippe Martthély.

Luís Paulo referiu que a obra veio como forma de vangloriar os povos de África e das Antilhas em nome da irmandade, camaradagem, da fé e da justiça cultural, das boas relações existentes, da cooperação e da amizade.

O jornalista adiantou, em declarações à Angop, ter escrito a obra a convite de Pierre Décimus, por altura de visita a ilha, em 2015, para troca de experiência no domínio da arte e da cultura.

Durante o acto de lançamento o autor dissertou sobre a história, surgimento, evolução do Zouk, aparecimento das variantes e estilos musicais conexos da música afro-caribenha, enquanto estilo género de matriz da música africana.

Luís Paulo nasceu em Luanda. Jornalista, jurista, ensaísta e especialista em comunicação, em colaboração com o jornalista Mário Santos, criou o programa “Zouk Non Stop” emitido aos domingos das 16 às 18 horas na Rádio Mais.

Também com jornalista Pedro Baptista criou ” Hora do Zouk”, na Rádio Nacional de Angola (RNA). Luís Paulo é autor das obras “Transportes, um Sector da Linha da Frente”, “Evolução Histórica e Novas Dinâmicas” e “Bê-à-Bâ de António Agostinho Neto e José Eduardo dos Santos” e artigos publicados em revistas In Memorian, 2014, 2015 e 2016.  

Fonte:Jornal de Angola

O Apostolado Nas Redes Sociais

Twitter O ApostoladoFacebook Jornal O Apostolado

Apostolado Divisoria


Apostolado Divisoria


Apostolado Divisoria


Apostolado Divisoria