Papa alerta para «grave crise alimentar» que afecta muitas crianças no Sudão do Sul

Fome no Sudão preocupa santo Padre

O Papa Francisco revelou nesta quarta-feira particular apreensão sobre as “dolorosas notícias” que chegam do “martirizado” Sudão do Sul, África, onde ao “conflito fratricida” se une uma “grave crise alimentar” que condena à morte “muitas crianças”.
“É mais necessário do que nunca o empenho de todos, não ficar somente nas declarações, mas tornar concretas as ajudas alimentares e permitir que possam chegar às populações sofredoras”, disse o pontífice-
Na audiência pública de quarta-feira, o Papa disse que provocam particular apreensão as “dolorosas notícias” que chegam do Sudão do Sul onde ao conflito se une uma “grave crise alimentar”, que condena à morte milhões de pessoas, “entre as quais muitas crianças”.

De recordar que o Sudão do Sul vive uma guerra civil que começou em dezembro de 2013, opondo o presidente Salva Kiir ao antigo vice-presidente do Riek Machar.

“Que o Senhor ampare esses nossos irmãos e os que atuam para ajudá-los”, desejou Francisco, dirigindo-se a cerca de 10 mil fiéis e turistas a quem falou sobre esperança cristã e dos cuidados com a criação.

O Apostolado Nas Redes Sociais

Twitter O ApostoladoFacebook Jornal O Apostolado

Apostolado Divisoria


Apostolado Divisoria


Apostolado Divisoria


Apostolado Divisoria