Vaticano convoca empresários para discutir “Laudato Si”

frapapaExecutivos de negócios e líderes da Igreja se reuniram-se entre até neste dia 18, no Vaticano, para trabalhar juntos falar da inclusão social e pôr em prática os princípios do ensino social católico, denominada conferência internacional dos “Líderes Empresariais como Agentes de Inclusão Econômica e Social”.

Segundo os organizadores do Secretário do Pontifício Conselho para a Justiça e a Paz, Dom Silvano Tomasi trata-se de buscar um melhor equilíbrio na sociedade e fazer ponte entre as necessidades dos trabalhadores e as que dirigem o processo de produção.

A notícia lê-se no sítio da Radio Vaticano em língua inglesa e aponta para a presença de líderes empresariais como o senhor Felix Pole, presidente do conglomerado de mineração de níquel CMI. Pole defende que está ciente dos impactos negativos e positivos que a indústria de mineração pode ter em uma sociedade e espera aprender mais sobre como promover a inclusão social.

Um dos pontos centrais da conferência foi a própria avaliação dos “negócios”, segundo o documento do Papa Francisco na Laudato Si ‘: “O negócio é uma vocação nobre, dirigida à produção de riqueza e à melhoria do nosso mundo”.

O Papa Franciso endereçou aos participantes combinados com a ação internacional da UNIAPC, ao evento apontando os três desafios empresariais: O uso correto do dinheiro, a honestidade e a solidariedade

O Apostolado Nas Redes Sociais

Twitter O ApostoladoFacebook Jornal O Apostolado

Apostolado Divisoria


Apostolado Divisoria


Apostolado Divisoria


Apostolado Divisoria