imagemDom Manuel António celebra hoje, dia 18 de março de 2014 o dia da entrada em São Tomé.

O bispo numa mensagem no seu Facebook agradece a Deus e lembra o caloroso acolhimento que recebeu, apontando que, apesar das suas limitações, foram anos de graça. “ Agradeço aos sacerdotes, ao Ir. Robalo, às Irmãs, aos missionários e missionárias, aos fiéis leigos, a todo o Povo de Deus o modo como me acolheram e têm dado o melhor de si mesmos ao serviço desta Igreja”.

O bispo de São Tomé pede ainda ao povo de Deus oração para a condução do rebanho. Dom Manuel é de nacionalidade portuguesa e missionário claretiano. Em São Tomé substituiu dom Abílio Ribas que renunciou por limite de idade.

A diocese de São Tomé e Príncipe é das mais antigas. Ela foi criada sui iure a 31 de Janeiro de 1533 pelo Papa Clemente VII por desmembramento da Arquidiocese do Funchal. Foi de facto constituída em diocese em 1534, pelo Papa Paulo III, abrangindo então Angola e Moçambique, sendo seu primeiro bispo Diogo de Ortiz de Vilhegas, mais tarde bispo de Ceuta. Até 1842 o seu território abrangia também toda a costa do Golfo da Guiné.

IMG_4108Os Bispos da CEAST, membros do corpo diplomático e pessoas do governo, chefiados pelo primeiro-ministro santomense, Sr. Gabriel Costa reuniram-se com o povo de Deus para a homenagem ao Papa Francisco.

A eucaristia teve na Sé catedral de São Tomé teve inicio às 5:30, sob a presidência de Núncio Apostólico de Angola e São Tomé, Dom Novatus Rugambwa. Na homilia para o povo de Deus falou o Bispos de São Tomé que destacou a personalidade do Papa Francisco, para a Igreja Católica. “A simplicidade no serviço é uma marca cativante no pontificado do Papa Francisco e não deixa a ninguém indiferente”, disse.

Em duas das suas intervenções o Núncio apostólico agradeceu a Deus a presença de Deus, em particular ao Presidente da Republica Santomense e as autoridades do corpo diplomático, saudando a todos os Bispos da CEAST e o acolhimento do povo de Deus. Para Dom Novatus a reunião dos bispos da CEAST é um testemunho vivo da Igreja Católica em Angola e São Tomé. “A nossa gratidão é também uma súplica para que o senhor continue abençoá-lo… e eucaristia é um sinal de renovação da obediência ao Papa”.

A eucaristia foi animada pelo coro João Paulo II que se apresentou, vestida de amarelo e branco, uma homenagem a João Paulo II que em 1992 visitou Angola e São Tomé.

Papa Francisco foi eleito a no conclave de 13 de Março 2013, depois da renúncia de Bento XVI actual Papa emérito. Papa foi cardeal emérito da Boenos Aires cidade visitada pela CEAST em 2013, com a entronização da Nossa Senhora da Muxima, no santuário local.

 

IMG_1028[1]O presidente da Republica Democrática São Tomé e Príncipe, Manuel Pinto da Costa recebeu os bispos da CEAST, neste 13 de Março de 2014, no palácio do Povo.

Os prelados foram recebidos às 12 horas numa comitiva de cerca de 25 prelados, chefiados por dom Gabriel Mbiligui, presidente CEAST e o Bispo diocesano de São Tomé, Dom Manuel António.

O encontro durou cerca de 15 minutos. O presidente de forma muito amigável e cordial partilhou com os bispos seu interesse de parceria com a Igreja Católica em São Tomé, definindo lugares de maior cooperação. O propósito foi reafirmado pelo presidente da CEAST a imprensa no fim do encontro.

Dom Gabriel Mbiligui em nome dos bispos disse terem recebido do presidente santomense garantia de uma melhor cooperação com a Igreja Católica. Para o arcebispo do Lubango, a Igreja Católica por ser a maioria dos santomenses é para o presidente maior parceira do estado na estabilidade social que o país vive.

O actual presidente é pai da independência santomense. Esteve na origem da viragem democrática do país e voltou a presidência pelas últimas eleições. Está envolvido nos últimos dias em diálogo nacional, em todas as regiões do país.

 

cadealO Bispo de São Tomé, Dom Manuel António, informou esta manhã que recebeu consternado a noticia da morte de Dom José Policarpo, ex-cardial Patriarca de Lisboa, ocorrida no inicio da noite de ontem, 12 de Março de 2014 aos 78 anos de idade.

Na ocasião, escreveu às autoridades eclesiásticas de Portugal  manifestando pela CEAST a solidariedade dos bispos. Dom José Policarpo é um amigo da CEAST e deslocou-se, em vida, várias vezes para Angola e São Tomé.

Em missa a ser rezada neste 13 de Março por um ano de pontificado do Papa Francisco, na Catedral de São Tomé, os Bispos reunidos em plenária vão rezar a Deus pela sua alma.

Dom José Policarpo foi o mais velho de nove filhos e filhas. Estudou filosofia e teologia nos seminários de Santarém, Almada e Olivais, em Lisboa, tendo-se licenciado em Teologia Dogmática, em 1968, pela Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma Foi nomeado bispo-auxiliar de Lisboa em 26 de Maio de 1978. José Policarpo foi reitor da Universidade Católica Portuguesa, entre 1988 e 1992, depois de ter exercido funções como professor auxiliar (1971), professor extraordinário (1977) e professor ordinário (1986) da Faculdade de Teologia. Dirigiu a Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa, entre 1974 e 1980 e, de novo, entre 1985 e 1988, e presidiu à Comissão Instaladora do Centro Regional do Porto, entre 1985 e 1987. Foi igualmente reitor do Seminário dos Olivais, de 1970 até 1997.

 

327“A democracia e pluripartidarismo estão reconhecidos por lei em Angola mas a sua prática tem diante de si um longo caminho a percorrer com vista a uma boa governação”, disse o presidente da CEAST, em sessão de abertura dos trabalhos da 1ª Plenária, em São Tomé.

Para o arcebispo do Lubango, ainda continua o grande desafio o tema da reconciliação, condição para a verdadeira paz dos corações e justiça social. A liberdade de imprensa também foi referenciada, numa clara alusão ao projecto da Emissora Católica de Angola.

“Nos meios de comunicação social, bem patente, por exemplo na falta de mais rádios independentes com cobertura nacional, com destaque para a própria Rádio Ecclesia, para não falar de Televisões e magazines independentes a vários títulos e que sejam extensivos a todo o país”, disse.

Estão em São Tomé cerca 25 Bispos Católicos, com o Núncio Apostólico de Angola e São Tomé, Dom Novatus Rugambwa para a 1ª Assembleia Plenária que arrancou nesta quarta feira 12 a 17 de Março de 2014, na capital de São Tomé em Príncipe.

Na agenda dos trabalhos, os prelados serão recebidos pelo Presidente da Republica e tem marcado para amanhã a celebração de acção de graças por um ano do pontificado do Papa Francisco.

 

IMG_0941[1]Primeiro grupo de Bispos da CEAST a chegar a São Tomé, no dia 9 agendou uma maratona vocacional com visitas às comunidades do Sul, em Angolares, na Segunda-Feira, dia 10 e na comunidade de Nossa Senhora das Neves, dia 11 de Março mais ao norte de São Tomé e Príncipe.

Angolar é assistida com a presença de um padre secular do clero santomense e Irmãs de Santa Teresa de Jesus.

Nesta comunidade, Dom José Manuel Imbamba, na segunda-feira, presidiu a eucaristia, partilhando com os fiéis o interesse das dioceses de Angola com a comunidade santomense.

Os fiéis manifestaram a sua satisfação com gestos de louvores e agradecimento a Deus.

 

A comunidade de Neves, por sua vez, é assistida por uma comunidade de das Irmãs Franciscanas Hospitaleiras, num grupo de 5 religiosas de 4 nacionalidades: Portugal, Angola e Guiné-Bissau.

A eucarística dedicada a oração pelas vocações foi presidida por Dom José Nambi, bispos do Kuito-Bié (foto).

O prelado partilhou a sua história vocacional e falou directamente aos jovens do valor da consagração para a sociedade.

 

ucanO padre Vicente Cacuchi foi empossado nesta 6ª Feira, dia 7 de Março de 2014, na Universidade Católica de Angola.

A cerimónia foi presidida por Dom Gabriel Mbilingue, na presença de Dom Novatus Rogambwa Núncio Apostólico em Angola, Bispos da CEAST, do Ministro do ensino superior Adão do Nascimento, dos docentes e convidados.

Na ocasião foram igualmente empossados os vice-reitores Maria Helena Miguel para área académica, padre Jerónimo Kahinga para a investigação e extensão universitária e do secretário-geral da UCAN Laurindo Carlos Miji.

Para o cargo de chanceler foi indicado pela CEAST Dom Manule Imbamba (foto). Na ocasião apontou para os presentes que a UCAN iniciava assim uma nova etapa da sua história.

O Padre Vicente é do clero de Moxico e é o primeiro padre a assumir a reitoria da Universidade católica em substituição de Dom Damião Franklin Arcebispo de Luanda, que pediu o seu afastamento em Março de 2013, por motivos de Saúde.

 

 

Géssica SantosGésica Santos da Paróquia Sagrada Familia foi convidada  pelo júri a integrar este importante elenco artístico após ter cantado a ária “Ave Maria” de Giuseppe Verdi, composta para a Ópera “Otello”, uma exibição que lhe valeu a aprovação nas primeiras fases de selecção de candidatos, devido a sua excelente voz e interpretação.

A apresentação aconteceu no 1 de Março, no grande palco, em Brooklyn, quarteirão da Basílica Our Lady of Perpetual Help, na cidade de Nova Iorque. A soprana Angolana, Géssica Santos, encontra-se em Nova York, EUA, para a gravação de um novo single em língua portuguesa e deverá fazer parte do elenco da Ópera “I Pagliacci”. Para além do nosso país, Géssica Santos tem cantado em vários eventos de diversos países, com o principal objectivo de mostrar as potencialidades de Angola neste domínio.

A 27 de Março de 2013 e em Luanda, Géssica Santos lançou a sua primeira obra discográfica, intitulada “Momentos de Harmonia”, de 11 faixas musicais, maioritariamente árias e duetos de Ópera de Mozart, Puccini, Gnoud e Verdi, respectivamente.

O álbum inclui, também, as canções “Ich Liebe Dich” de Beethoven, “Paxi Ni Ngongo” de Bonga e “Bésame Mucho” de Consuelo Velazquez, cantadas com arranjos musicais feitos e orquestrados por Raimundo Santos.

Géssica Santos tem já em agenda a participação na Ópera “Cosi fan tutte”, composta por Wolfgang Amageus Mozart, que será exibida no próximo mês, em Manhattan, igualmente nos Estados Unidos.

“Cosi fan tutte” é a antepenúltima Ópera de Wolfgang Amadeus Mozart, com libreto de Lorenzo da Ponte, cuja estréia teve lugar no Burgtheater no dia 26 de Janeiro de 1790.

Segundo Angop, assistiram a exibição da soprano angolana, o Cônsul Geral de Angola em Nova Iorque, Adão Pinto, o representante da União Africana junto da ONU, embaixador Tete António, bem como diplomatas e membros da comunidade angolana residente na América.

Padre António Tchindau, MS

saltePadre Adriano Ngungu, Padre Nicolau Ndangala, e o Professo Teólogo Arlésio Alberto Kameya são novos missionários, desde 02 de Março de 2014, na Missão de Nharea

Na presença do Padre Pedro Chingandu, provincial dos padres saletinos, em Angola, e outros sacerdotes saletinos e outras congregações; autoridades administrativas locais e deputados à Assembleia Nacional, partilharam com o Santo Povo de Deus a alegria da nova presença. Na ocasião, bispo da Diocese do Kuito, apresentou os primeiros Missionários Saletinos que vão trabalhar na referida missão. O bispo sensivelmente emocinado teceu algumas considerações históricas da missão e sua importância na história daquela Igreja loca. Dom José Nambi enalteceu e agradeceu aos missionários rezando que o exemplo seja seguido por outras congregações para o bem das comunidades.

A estas palavras o povo de Nhareia respondeu vibrante. Por exemplo, o cântico de procissão de entrada da Missa, animada pelo grupo coral da missão, continha mesmo uma mensagem de que “depois de muitas lamentações e orações, Deus os ouviu e enviou-lhes La Salette”. As autoridades Administrativas fizeram-se presentes. A Administradorado Municipio da Nharea esteve presente com a sua equipa. Aliás, a Administração apoiou muito a Igreja para o evento do acolhimento dos missionários. Na ocasião, a surpresa assumiu o momento com a entrega de uma viatura de marca Land Cruiser Zero Kilometro. O ofertante pediu anonimato, mas, tudo indica que deve ser um dos filhos da terra, ja que esta missão deu muito quadros tanto à sociedade, alguns estão na política, outros na sociedade em geral. A festa da eucaristia da apresentação seguiu-se ao almoço de confraternização, os visitantes regressaram aos lugares de origem.

Assim, depois de Kapenda-Kamulemba, Diocese do Dundo, agora foi a vez do Kuito-Bié. Aos poucos a mensagem da Reconciliação vai chegando a todos os recantos de Angola, pelo carisma de serviço ao irmão.

 

nsnavegantesCidade do Namibe abriu as tradicionais festas do Mar, edição 2014. A missa de abertura teve lugar neste sábado, dia 1 de Março, na avenida Marginal do Namibe presidiu a missa o bispo da Diocese do Namibe, dom Dionísio.

 

Estavam presentes na missa fiéis vindo de várias paróquias e comunidades da diocese do Namibe com a presença das autoridades políticas e governador, o governador do Namibe que fez a abertura oficial das festas. O bispo do Namibe benzeu a imagem da Nossa Senhora dos Navegantes (foto), o símbolo, proteção e esperança para os pescadores. Na ocasião o bispo chamou atenção sobre o fato de que a cidade com este evento testemunha que foi edificada sob o testemunho cristão dos seus habitantes.

 

As festividades do mar edição 2014 decorrem sob o lema Namibe terra da Felicidade, como forma de exaltar a alegria dos seus habitantes, a beleza das suas potencialidades turística e a produção local.

Além do Namibe, Nossa Senhora de Navegantes é também conhecida nas comunidades de Benguela, na Diocese do Sumbe, Cabinda e Luanda, nas comunidades pesqueiras e o seu culto às vezes se confunde com práticas pouco recomendáveis ao culto cristão. A festa em geral é feita no dia da coroação do mês Maio, dia 31.

 

A fé e a designação Nossa Senhora dos Navegantes têm início no século XV, com a navegação dos europeus, especialmente com os portugueses. As pessoas que viajavam pelo mar pediam proteção à Nossa Senhora para retornarem aos seus lares. Maria era vista como protetora das tempestades e demais perigos que o mar e os rios ofereciam.

 

A primeira estátua foi trazida de Portugal junto com os navegadores. Pedro Álvares Cabral trazia em sua nau capitânia uma imagem de Nossa Senhora da Boa Esperança, sendo levada até a Índia, onde uma capela em sua homenagem foi erguida e ali ficou até o século XVII sob a guarda de franciscanos e sob mantença de descendentes de Cabral.

 

O Apostolado Nas Redes Sociais

Twitter O ApostoladoFacebook Jornal O Apostolado

Apostolado Divisoria


Apostolado Divisoria


Apostolado Divisoria


Apostolado Divisoria